quinta-feira, 3 de maio de 2012

Campeonato Espanhol - Real Madri Campeão

A festa de Campeão Espanhol é do Real Madri


 José Mourinho é jogado para cima na comemoração do título antecipado
 do Real Madrid (Foto: EFE)

Ontem, quarta-feira (02/04), o Real Madri consagrou-se Campeão Espanhol pela 32º vez, após golear o Athletic Bilbão por 3 x 0, com duas rodadas antes do término do atual torneio, deixando seu arquirrival barcelona com 11 títulos nacionais a menos. Num jogo em que a torcida adversária tinha o papel de um 12º jogador contra o RM, o time merengue se mostrou superior e muito mais talentoso, como já é de costume. CR7 começa o jogo até se dando o luxo de perder mais um penalti em momento de decisão, visto que não converteu a sua cobrança na decisão contra o Chelsea UCL na semana passada, porém C. Ronaldo tem muito futebol em seus pés e realmente é um jogador diferenciado; contribuiu com a jogada do 1º gol, deu assistência para o 2º e marcou o 3º para fechar o placar e poder apontar para o escudo do time em sua camisa dizendo "É Campeão". A disputa do título entre todos os times que o disputam se tornou apenas em uma briga entre dois times: Barcelona e Real Madri. Onde o time campeão sempre se mostrou superior, mesmo o time do Barça tento muita qualidade, com grandes possibilidades de levantar a taça e estando sempre na sua cola, o Real chegou à 36ª rodada com apenas 2 derrotas e com 87% de aproveitamento, além de ter marcado 115, faltando ainda duas rodadas para o fim. Ao 2º colocado, restou apenas pensar na próxima temporada, já que apenas o que é possível agora é a conquista de mais recordes pessoais do jogador Messi que na rodada de ontem bateu mais um recorde na sua carreira, após marcar 3 gols na vitória de 4 x 1 sobre o Málaga, chegando a marca de 68 gols na temporada 2011/2012, se tornando o maior artilheiro em uma mesma temporada.


Lionel Messi chegou aos 68 gols na temporada 2011/2012 e superou marca 
de Gerd Müller (Foto: Ag. AFP)

Um comentário:

  1. Mestre,

    Até referi ontem no Twitter, que o abismo entre Real Madrid e Barcelona sobre o restante é absurdo. Em San Mamés, contra um finalista de competição europeia (contra outro clube espanhol - o maior rival do Real!), os merengues jogaram como se fosse um coletivo, atropelaram o Athletic como se ele fosse um Granada, ou Rayo Vallecano qualquer. Impressionante. (o Málaga não é o clube que foi comprado pelos INDONÉSIOS, ou algo que o valha?)

    ResponderExcluir